Moléculas orgânicas complexas foram encontradas no cometa Rosseta

Espaço para se discutir novidades na área bem como se atualizar notícias a respeito do espaço ou descobertas afins
Avatar do usuário
Xevious
Administrador
Administrador
Mensagens: 9561
Registrado em: 28 Abr 2009, 01:12
Fale sobre voce: Sou feito de atomos
Gender:
Brazil

Moléculas orgânicas complexas foram encontradas no cometa Rosseta

Mensagempor Xevious » 12 Jun 2017, 11:37

Imagem

Em breve, a sonda Rosetta atingirá o cometa 67P e colocará um ponto final em sua missão. Mas enquanto ela está funcionando, descobertas importantes continuam a surgir.

Cientistas informam que a Rosetta detectou moléculas orgânicas complexas na poeira que cerca o cometa. Isso reforça o argumento que elementos básicos de vida podem ter vindo de objetos espaciais congelados.

Imagem

Moléculas orgânicas complexas — misturas de carbono, hidrogênio e oxigênio que formam a base da nossa biologia — já foram encontradas em outros cometas, como aconteceu durante a passagem do cometa Halley. Mas a Rosetta é a primeira missão a coletar partículas de poeira com elementos orgânicos na superfície de um corpo celeste, o que permitiu aos cientistas analisarem detalhadamente sua composição.

Dois dos grãos recolhidos, curiosamente batizados de Kenneth e Juliette, são tema de um estudo publicado nesta semana na revista Nature. Eles foram capturados em maio e outubro de 2015 e analisados com o espectrômetro de massa da Rosetta. Cada um desses pequenos grãos contém moléculas baseadas em carbono ligadas a grandes estruturas, similar a matérias orgânicas encontradas em meteoritos da classe condrito carbonáceo aqui na Terra.

“Nossa análise revelou o carbono numa forma mais complexa do que esperávamos”, diz Hervé Cottin, coautor do estudo, em um comunicado. “É tão complexo que não podemos dar a fórmula correta ou um nome!”

Imagem
Comparação dos espectros determinados para Kenneth e Juliette com a composição de um material orgânico em um meteorito condrito encontrado na Terra. As linhas vermelhas indicam grãos do cometa, enquanto as linhas pretas indicam o meteorito. Imagem: ESA/Rosetta/MPS for COSIMA Team.


A descoberta é significativa por alguns motivos. Um deles é a confirmação das descobertas feitas pelo módulo Philae durante as primeiras horas do pouso no cometa, antes que ficasse sem bateria. Enquanto o Philae conseguiu detectar compostos orgânicos leves e gasosos, conhecidos como voláteis, a nova análise focou em partículas maiores e sólidas, caminhando para uma química mais complexa.

Além disso, os cientistas vinham debatendo há muito tempo se os compostos orgânicos encontrados em amostras de meteoritos realmente vinham do espaço, ou se os objetos são contaminados depois de entrarem em contato com a Terra. A descoberta de moléculas similares no espaço reforça o argumento de que os elementos baseados em carbono que encontramos nos meteoritos de fato não vêm do nosso planeta.

Por fim, a descoberta da Rosetta oferece uma pequena amostra dos resultados que podem ser gerados pela missão OSIRIS-REx da NASA. É a primeira tentativa de viajar até um asteroide, recolher material por lá e trazê-lo de volta para a Terra para novas análises. E espera-se que a missão possa nos dar muitas informações a respeito da origem da vida.

fonte: GizModo

Mais uma forte evidêndia para afirmar como que a Panspermía teria sido a origem da vida na Terra
Conheça o site Tele-Tudo e compre o que precisar, por tele-entrega


  • Tópicos Semelhantes
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

Voltar para “AstroFisica”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante