Neurosexo, orgasmo só com uso da mente

Tudo sobre o relacionamento a dois
Avatar do usuário
Xevious
Administrador
Administrador
Mensagens: 9510
Registrado em: 28 Abr 2009, 01:12
Fale sobre voce: Sou feito de atomos
Gender:
Brazil

Neurosexo, orgasmo só com uso da mente

Mensagempor Xevious » 09 Abr 2017, 17:17

Imagem

A resposta sexual feminina não é linear como ocorre nos homens (desejo, excitação, platô para terminar no orgasmo). Na década de 1980, Rosemary Basson argumenta que as mulheres não seguem esta seqüência de passos, mas um modelo circular no qual a excitação (lubrificação) eo desejo aparecem pela primeira vez. E que esse desejo será determinado pelo grau de intimidade e estímulos que recebe, dando feedback ao circuito. Em suma: no início da relação, as mulheres podem ter "desejo" (como acontece com os homens), mas como o compromisso vincula, a intimidade ea qualidade do encontro erótico será fundamental para o desejo de se inflamar.

Mirá: Disrritmia sexual, quando no casal há um desacordo de timing

O modelo de Basson ajuda a responder à pergunta clássica se o desejo feminino precisa apenas de estimulação genital ou também é importante o jogo anterior, o contato de outras zonas erógenas eo poder da fantasia. A conexão dos estímulos genitais às representações cerebrais (ou vice-versa pela ação das fantasias) é um caminho bidirecional no homem. Cada vez que um incentivo sexual externo ou interno aparece, o alargamento do pénis aumenta a ereção. O pensamento neste caso seria: "Estou ereto, então estou quente." Nas mulheres, o pensamento é "em rede", ou seja, precisa da reação genital, mas isso não é suficiente para incitar o desejo; Tornar-se-á essencial utilizar fantasias, bem como estar atento às sensações eróticas que registram cada região do seu corpo.

Mirá: As melhores posições sexuais de Ananga Ranga

Genitais e cérebro

O orgasmo feminino tem um componente sensorial (o clitóris), um motor (as contrações dos músculos pubococcigeos que rodeiam a vagina) eo cerebral (onde as imagens, sensações e fantasias ocorrem). Sabemos que o clitóris é constituído por uma parte externa, e extensões que estão imersas no interior das paredes vaginais, podendo, se incitado, desencadear a resposta orgásmica.

Há mulheres que têm orgasmos de penetração, outras que podem ser obtidas tanto pela estimulação do clitóris quanto pela penetração e outras que atingem o clímax apenas "tocando" o clitóris. Todas estas formas são possíveis e cada uma responde à maneira fisiológica e psicológica de atingir o orgasmo. Se a resposta orgásmica não é alcançada por penetração, ela não torna a mulher anorgasmática (ou seja, "sem orgasmo", como alguns acreditam), mas chega a outros caminhos possíveis e válidos.

A idéia de que o orgasmo feminino "maduro" e autêntico é alcançado pela penetração é um mito suportado por padrões culturais, sociais e religiosos e fortemente influenciado pela norma procriadora. Além disso, essa idéia não só aninha nas crenças de muitas mulheres, mas também em homens que acreditam que seus parceiros são "frígidos" porque não atingem o clímax quando são penetrados.

Mire: Os 10 erros mais comuns dos homens na cama

Corpo e sensações

Embora o clitóris e sua extensão às paredes vaginais sejam muito inervados e com vasos sanguíneos suficientes para provocar a resposta orgásmica, existem outras zonas erógenas do corpo que podem desencadear o fato de que o corpo da mulher é mais sensibilizado do que em O homem (por contato, carinho, carícias, beijos, mudança de poses, etc.). E não só a alta sensibilidade resulta da união dos corpos, mas da representação que esse encontro tem no espaço subjetivo. A mulher fortalece o encontro graças à imagem que tem do mesmo, enquanto há rendição mútua e um conjunto de ações que favorecem o gozo.

Mirá: Qual é o beijo de Cingapura e por que você tem que experimentá-lo

Existem orgasmos mentais?

Embora não haja dados conclusivos sobre a freqüência de orgasmos sem estimulação genital, ou seja, mental (por fantasias), acredita-se que aproximadamente 1 a 2% das mulheres conseguem isso. Não é necessário dizer que não existe compromisso genital, uma vez que existe algum tipo de movimento de fricção involuntariamente. A própria excitação faz com que os músculos se contraiam e sofram alterações na plataforma pélvica. Mesmo assim, com fantasias, relaxamento e uma respiração treinada, você pode atingir o orgasmo sem envolver os genitais. Nos homens, o tipo de resposta bidirecional centrada na estimulação genital ea importância da ereção (e sua representação mental do pênis ereto) em detrimento da sensibilidade do corpo torna mais difícil obter o orgasmo usando fantasias sozinho.

Por Walter Ghedin, doutor psiquiatra e sexólogo.

fonte: Taringa
Conheça o site Tele-Tudo e compre o que precisar, por tele-entrega

  • Tópicos Semelhantes
    Respostas
    Exibições
    Última mensagem

Voltar para “Sexualidade e Relacionamento”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante